Posted By

Cooperativa de crédito: porque escolher?

Afinal, qual a diferença entre cooperativas de crédito e bancos convencionais?

Segundo o SEBRAE, quando falamos de cooperativa de crédito (ou cooperativa financeira), a melhor explicação é associação de pessoas, sem fins lucrativos, com natureza jurídica própria, integrante do Sistema Financeiro Nacional e destinada a propiciar crédito e produtos financeiros exclusivamente a seus associados, ou seja, o cooperado é um sócio nos lucros e não apenas um cliente. Participa das decisões da cooperativa e tem voto e voz ativa, apesar de ter todos os serviços que o banco convencional oferece: conta corrente, cartões de crédito e débito, poupanças e outras aplicações, linhas de crédito, entre outros.

Alguns bons exemplos mundo afora:

  • O cooperativismo teve raízes na França e na Inglaterra, entre 1820 e 1840. Hoje, cerca de 60% dos recursos financeiros franceses já são movimentados pelos quatro principais sistemas cooperativos do país.
  • Na Alemanha, o DZ Bank (Deustche Zentral Genassenschaftsbank) – um dos principais sistemas corporativos alemães – possui cerca de 16 milhões de associados.
  • Na Espanha, um bom exemplo é a Corporação Cooperativa de Mondragón, que reúne centenas de cooperativas de produção, de consumo e uma de crédito, além de centros de pesquisa, universidades, seguradoras, etc.

About Author

© Copyright 2018 - Todos os direitos reservados - London Arquivos e Sistemas - Rua Corbélia, 1303, Alto Tarumã Pinhais (grande Curitiba) – PR - 55 41 3097-4100